Seminário discute o espaço das mulheres na política alagoana

Garantir e compreender o papel da mulher, plena e efetivamente, na política, e como a luta pela igualdade em oportunidades de liderança deve continuar. Esse é o propósito do seminário Qual o Lugar de Fala das Mulheres na Política Alagoana? Que será realizado no auditório do Tribunal Regional Eleitoral (TER/AL), na segunda-feira (25), das 16 às 18h.

A proposta foi apresentada aos promotores de Justiça, Delfino Costa Neto, Alberto Fonseca, a promotora Lavínia Fragoso e ao promotor presidente da Associação do Ministério Público de Alagoas, Flávio Gomes da Costa Neto, na tarde da última terça-feira (19), no gabinete do Procurador-Geral da Justiça de Alagoas, pela coordenadora do Instituto Raízes de Áfricas, Arisia Barros.

“O seminário trará conhecimento a todo público feminino. Sobre como as mulheres precisam lutar pela estrutura e espaço, ter mais do que apenas seu potencial. Não é o simples fato de ser mulher e sim de como essa mulher irá representar outras dentro do parlamento, se criará mais oportunidade”, explicou.

Entre as pautas discutidas, a aprovação dos 30% do Fundo Especial de Financiamento de Campanha, em 22 de maio, pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) será destaque, como também a decisão que 30% do horário eleitoral gratuito no rádio e na televisão será destinado a candidaturas femininas. Um percentual que valoriza e incentiva a visibilidade da campanha política feminina, nos espaços de poder e decisão, havendo oportunidade de mostrar quem se é igualitariamente.

O evento terá uma banca composta de duas mulheres, Luciana Santana, cientista política da Ufal, e Débora Nunes, militante orgânica do MST. Também contará com Ediney dos Anjos, 4° Diretor Geral do TRE/AL que fará esclarecimentos sobre as cotas. Ao final, haverá um momento reservado para troca de experiências e debates entre os palestrantes e o público.

“Vai ser um encontro importante para todas as mulheres, especialmente as que planejam candidatar-se. Mostraremos os desafios e barreiras politicas que precisam ser encarados, além de entender como ter mais mulheres dentro de instituições públicas pode impactar a nossa democracia” explana Luciana Santana.

O Governo do Estado apoia a iniciativa que será exclusiva para o público feminino, com entrada gratuita. As inscrições estão sendo realizadas através do site: https://www.doity.com.br/seminario-de-formacao-qual-o-lugar-de-fala-das-mulheres-na-politica-alagoana

Ascom – 21/06/2018