Nenê desencanta, Vasco quebra jejum na Série B e pode garantir acesso na próxima rodada

Nenê desencanta, Vasco quebra jejum na Série B e pode garantir acesso na próxima rodada

jogadores-comemora-com-nene-gol-segundo-gol-do-vasco-sobre-o-bragantino-1478981869058_615x300

Um time em crise, que não ganhava havia três partidas, tinha seu acesso mantido em dúvida e cujo craque vivia péssima fase. Pois neste sábado o torcedor do Vasco pode, enfim, respirar aliviado.

Jogando no Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista, a equipe cruz-maltina até teve dificuldades, superou erro crasso da arbitragem, mas conseguiu vencer o Bragantino por 2 a 1, gols de Thalles e Nenê – Rafael Grampola descontou – em partida válida pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Agora, o acesso está mais perto do que nunca.

Com o resultado positivo, o Vasco subiu aos 62 pontos, ultrapassou o Bahia – que ainda joga na rodada – e virou o segundo colocado da segunda divisão nacional. A cinco do Náutico, quinto colocado, o time carioca só necessita de uma simples vitória, contra o Criciúma, no próximo sábado, para garantir o retorno à primeira divisão.

Chegando aos 65 pontos, a equipe treinada por Jorginho não poderia ser mais alcançada por nenhum de seus concorrentes fora do G-4. Além dos pernambucanos, CRB, Londrina e Ceará, um pouco mais distante, ainda sonham com a vaga. Um tropeço do Náutico contra o Tupi daria o acesso ao Vasco mesmo com um empate em Santa Catarina.

Já a situação do Bragantino, por outro lado, fica cada vez mais complicada. Com só 32 pontos ganhos e na 18ª colocação, o “Massa Bruta” está muito próximo de ser rebaixado para a Série C, de onde saiu em 2007 como campeão e, desde então, nunca mais voltou.

Em campo, aos 36 minutos do primeiro tempo, Madson recebeu lançamento pela direita e ajeitou para Thalles bater forte e abrir o placar. O árbitro Emerson de Almeida Ferreira, entretanto, marcou impedimento inexistente do lateral, já que um dos zagueiros do Bragantino dava condições de jogo.

Mas dois minutos depois, Nenê cobrou escanteio da direita, e o mesmo Thalles, de cabeça, fuzilou as redes de Renan Rocha para, agora sim, colocar o 1 a 0 no marcador.

Quando o jogo parecia que iria para o intervalo com vitória vascaína, o árbitro novamente foi o protagonista. Ele marcou pênalti de Madson em Lucas Rocha após cruzamento. Rafael Grampola bateu firme e empatou.

No segundo tempo, lá estava Emerson de Almeida Ferreira novamente para marcar novo pênalti, desta vez de Fabiano no atacante Thalles. Nenê, aos oito minutos, bateu com categoria e decretou o desempate e a virada para o Vasco. Ele não marcava havia dez partidas pela Série B. – seu último gol acontecera contra o Oeste, na vitória por 3 a 2.

Depois de enfrentar o Criciúma, em Santa Catarina, o time cruz-maltino encerra sua participação na segundona de 2016 contra o Ceará, no dia 26, em São Januário.

FICHA TÉCNICA
BRAGANTINO 1 X 2 VASCO

Local: Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP)
Data: 12 de novembro de 2016, sábado
Horário: 16h30 (de Brasília)
Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira (MG)
Assistentes: Marconi Helbert Vieira (MG) e Luiz Antonio Barbosa (MG)

Renda: R$ 64.860,00
Público: 2.320 pagantes

Cartões amarelos: Gabriel Nunes, Everton Dias e Anderson Ligeiro (Bragantino); Thalles, Jordi e Bruno Gallo (Vasco)

GOLS
BRAGANTINO: Rafael Grampola, aos 45min do primeiro tempo
VASCO: Thalles, aos 38min do primeiro tempo; Nenê, aos 8min do segundo tempo

BRAGANTINO: Renan Rocha, Juliano (Claudinho), Diego Sacoman, Lucas Rocha e Fabiano; Edson Sitta, Everton Dias e Gabriel Nunes (Lincom); Rafael Grampola (Dodô), Anderson Ligeiro e Vitor Hugo. Técnico: Estevam Soares

VASCO: Jordi, Madson, Luan (Rafael Marques), Rodrigo e Julio Cesar; Diguinho, Bruno Gallo (Julio dos Santos), Douglas e Nenê; Thalles e Éderson (Yago Pikachu). Técnico: Jorginho

msn

13/11/2016

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *